Tradução no setor de tecnologia financeira

Tempo de leitura: 10 minutos

Tradução no setor de tecnologia financeira

Termos que devem estar na ponta da língua

Estamos atravessando uma transformação tecnológica que atingiu aspectos das nossas vidas que pensávamos ser inatingíveis, e que alterou profundamente o nosso modo de conviver e desenvolver as nossas atividades diárias. Recentemente, vimos a rapidez com que aparecem novas tecnologias que resolvem problemas do dia a dia como pedir um táxi, reservar um voo, interagir e conversar com amigos ou familiares a distância e até mesmo fazer transações e investimentos em moedas virtuais. Dessa maneira, não é surpresa para nós tradutores e intérpretes nos depararmos com termos que há pouco tempo não existiam. De fato, são conceitos tão novos que ainda não têm um equivalente exato na língua de chegada.

Tecnologia + Economia

O setor de tecnologia financeira, definido como gestão financeira baseada no uso de tecnologias da informação, algoritmos, etc., é bastante complexo e está em expansão. Como bons intérpretes que somos, com paciência, curiosidade e sede de conhecimento, devemos assumir o nosso papel de pesquisadores. É preciso encontrar materiais e fontes de referência confiáveis e também identificar os especialistas que falam com propriedade sobre o assunto. Ou seja, além de compreender os conceitos que devem estar na ponta da língua, a pesquisa exaustiva a respeito dessa nova área do conhecimento é fundamental.

Assim, para poder assumir o desafio de traduzir sobre este tema foi necessário, em primeiro lugar, identificar quais são as entidades especialistas no assunto (Laboratório de Inovação Financeira (LAB) , Associação Brasileira de Desenvolvimento, Fundo de Investimento Semente Público para Inovar do BID), os órgãos reguladores (Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ), os big players (GAFA: Google, Apple, Facebook, Amazon), os blogs e demais iniciativas que tratam do assunto para entender as especificidades do setor.

E assim, após um ano traduzindo textos do setor de tecnologia financeira, criei uma pequena lista dos termos mais comuns para uma melhor compreensão desse mundo novo.

Qual moeda virtual comprar!

Blockchain: Cadeia de blocos é um dos termos mais citados por se tratar da nova tecnologia por trás da famosa moeda Bitcoin (e outras criptomoedas). É definido como sendo o registro compartilhado por milhões de computadores conectados onde são cadastradas e arquivadas as transações de duas partes de maneira verificável, permanente e anônima sem necessidade de intermediários. Trata-se de uma tecnologia que pode ser utilizada também em sistemas financeiros, comerciais, governamentais, eleitorais, etc.

Distributed ledger: Ledger distribuído ou livro-razão é um sistema de cadastro de transações e blocos compartilhados em toda a rede e ao qual todos têm acesso.

Cryptocurrency: Uma criptomoeda é uma moeda virtual, cifrada e descentralizada, o que significa que é global, sem um órgão regulador e centralizador que defina seu valor e flutuação. Exemplos deste tipo de divisas são o Bitcoin, Ethereum, entre outros. O termo foi recentemente incorporado no dicionário Merriam Webster.

Contactless: A tecnologia sem contato é aquela que utiliza a comunicação de curto alcance sem fio ou NFC (Near Field Communication) em transações, transferências e pagamentos. Esta tecnologia se aplica principalmente em pagamentos por aproximação (proximity mobile payments).

Fintechs: São empresas emergentes de inovação tecnológica na área de serviços financeiros. A expressão permanece em inglês e seu uso desta maneira é bem difundido.

Initial Coin Offering (ICO): A oferta inicial de moedas é um processo pelo qual uma empresa vende uma série de tokens que permitirão ao seu dono ter acesso sob determinadas condições (a princípio vantajosas) aos produtos ou serviços que serão desenvolvidos pela empresa. A emissão de tokens é feita para que a empresa possa obter o capital necessário para desenvolver um produto ou serviço.

Token: Um token é apenas uma criptomoeda (como se fossem fichas de um cassino), que têm um ativo associado a eles e que têm a sua propriedade registrada em um livro-razão descentralizado e protegido por criptografia conhecido como blockchain. Os tokens são recursos digitais que podem ser transferidos ou controlados por alguém e podem armazenar níveis complexos e multifacetados de valor, tendo dentro deles determinados programas que os tornam multifuncionais.

Mobile banking: O termo banco móvel, que em geral permanece em inglês, faz referência à disponibilização dos serviços financeiros e de operação bancária com ajuda de dispositivos móveis de telecomunicação.

Person to person (P2P): Business to Business (B2B): De pessoa física para pessoa física; de ponto a ponto e de negócio para negócio.

Malware: Código ou programa malicioso, é um programa que tem por objetivo entrar em um sistema de computador alheio, de maneira ilícita, para provocar estragos.

Voice recognition: Reconhecimento de voz é a tecnologia que utiliza inteligência artificial (IA) em várias camadas (acústica, fonética, semântica) que permite a identificação de comandos emitidos por uma pessoa.

Wallet: Carteira virtual ou carteira digital, é um programa para enviar e receber criptomoedas. É utilizado para armazenar chaves públicas e privadas na blockchain.

Wearable: Tecnologia vestível ou acessório wearable, são objetos ou dispositivos tecnológicos, tais como relógios e anéis que podem ser usados como um acessório.

 

Traducción en el sector tecnofinanciero

Por: Marie Graterol

Nos encontramos en medio de una transformación tecnológica que ha logrado alcanzar aspectos de la vida que anteriormente creíamos inalcanzables y que han transformado el modo de convivir y desarrollar nuestras actividades diarias. Recientemente hemos visto el modo en que surgen nuevas tecnologías que vienen a resolver problemas del día a día como llamar un taxi, reservar un vuelo, interactuar y conversar con amigos o familiares a distancia, e incluso hacer transacciones e inversiones con monedas virtuales. Por lo tanto, no es sorpresa que entre nuestros más recientes encargos de traducción y eventos de interpretación nos deparemos con términos que anteriormente no existían y conceptos tan novedosos que aún no cuentan con un equivalente exacto en la lengua término.

Tecnologia + Econmia

Con la paciencia y sed de curiosidad que nos caracteriza, debemos asumir nuestro papel de investigadores para dar con el material de consulta correcto, identificar quiénes son los especialistas que hablan con propiedad sobre el asunto y encontrar las fuentes de referencia confiables. De tal manera, para poder asumir el desafío como traductora del sector tecnofinanciero, que la Fundéu define como «la gestión financiera basada no tanto en la habilidad o experiencia de administradores humanos como en el uso de tecnologías de la información, algoritmos, etc.», fue necesario identificar quiénes eran los expertos en el asunto, entes reguladores, big players (GAFA: Google, Apple, Facebook, Amazon), identificar los conceptos que deben estar en la punta de la lengua así como hacer una investigación exhaustiva sobre esta nueva área del conocimiento.

Después de un año de haber incursionado en la traducción de textos en este sector, he realizado una pequeña y superficial lista de los términos más comunes que me han ayudado a comprender mejor su aplicación para así identificar sus equivalentes en las lenguas término de trabajo: español y portugués.

Blockchain: La cadena de bloques es uno de los términos más citados por tratarse de la nueva tecnología detrás de la famosa moneda Bitcoin (y otras criptomonedas). La Fundéu lo define como «un registro compartido por millones de ordenadores conectados donde se inscriben y archivan las transacciones de dos partes de manera verificable, permanente y anónima sin necesidad de intermediarios.». Se trata de una tecnología que puede ser utilizada en otros sistemas: financieros, comerciales, gubernamentales, electorales, etc.

Distributed ledger: Un libro de contabilidad distribuido es un sistema de registro de transacciones y bloques que se comparte entre toda la red y al cual todos tienen acceso.

Cripto moedas: o novo mundo?

Cryptocurrency: Una criptomoneda es una moneda virtual, encriptada y descentralizada, lo cual significa que es global y carece de un ente regulador y centralizador que defina su valor y fluctuación. Ejemplos de este tipo de divisas son el Bitcoin, Ethereum, entre otros. Como dato curioso, el término fue recientemente incorporado al diccionario Merriam Webster.

Contactless: La tecnología sin contacto es la que utiliza comunicación de campo cercano o NFC (Near Field Communication) en transacciones, transferencias y pagos. Esta tecnología es aplicada principalmente a pagos por proximidad (proximity mobile payments).

Fintechs: Son empresas emergentes de innovación tecnológica en el área de servicios financieros. La expresión permanece en inglés tanto en español como en portugués y su uso de esta manera es bastante amplio.

Initial Coin Offering ICO: Oferta inicial de monedas, o Initial Coin Offering, es un proceso a través del cual una compañía vende una serie de ‘tokens’ que permitirán a su dueño acceder bajo unas determinadas condiciones (en principio, ventajosas) a los productos o servicios que serán desarrollados por la compañía. Esta emisión de tokens se lleva a cabo para que la empresa obtenga el capital necesario con el objetivo de desarrollar un producto o servicio.

Mobile banking: Banca móvil se refiere a la disposición y ventaja de los servicios financieros y de operación bancaria con la ayuda de dispositivos móviles de telecomunicación.

P2P Person to person; B2B Business to Business: De persona a persona; De negocio a negocio.

Malware: Programa malicioso destinado a infiltrarse en un sistema de computador ajeno, de forma ilícita, con el objetivo de causar daños.

Voice Recognition: Reconocimiento de voz es la tecnología que utiliza inteligencia artificial diseñada en varias capas (acústica, fonética, semántica) que permite la identificación de comandos emitidos por una persona.

Wallet: Una cartera, billetera o monedero es un programa para enviar y recibir criptomonedas que también se utiliza para almacenar claves públicas y privadas en blockchain.

Wearable: Wearables o tecnología ponible, es decir, se trata de objetos tecnológicos que se pueden llevar puestos.

Tradutora e Intérprete: Marie Graterol – Tradutora e intérprete de espanhol e português

Revisora: Anna Lígia Pozzetti – Intérprete e tradutora de japonês e inglês

Conheça os serviços personalizados do Catálogo Premium de Intérpretes e Tradutores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *